Solo trip: dicas incríveis para viajar para Madrid sem gastar muito!

13 de agosto de 2019

O post de hoje é pra você que ama viajar sozinho: daremos todas as dicas para você programar sua solo trip para Madrid! Dicas de onde ficar, o que comer e o que curtir na capital da Espanha – sem gastar muito. Se viajar para Madrid é o seu sonho, você não pode perder esse artigo!

Como chegar

Antes de tudo, anote aí: para chegar a Madrid terá que pegar um voo – direto ou com escalas. Partindo de São Paulo, a duração da viagem para quem escolhe o voo direto é de mais ou menos 10 horas. Apesar de não ser um meio de transporte tão barato, há maneiras de comprar passagens com desconto. É só reservá-las com antecedência, preferir os meses de baixa temporada e, claro, aproveitar as ofertas daqui da Sub.

Melhor época para ir

E por falar em baixa temporada, saiba que o inverno (dezembro a março) é a época ideal para quem quer viajar para Madrid sem gastar muito. Porém, é bom colocar o casaquinho na mala, pois o frio, assim como acontece em outras regiões da Europa, costuma ser bem rigoroso.

Onde ficar

Malas prontas? Então é hora de falarmos do hotel: Las Letras, Sol, Malasaña, Chueca e Los Austrias são ótimas regiões para hospedagem. Nestes bairros, além de hotéis econômicos, você encontrará algumas opções de hostel. Que são uma espécie de pousada urbana com serviços mais enxutos e funcionando em prédios compartilhados. Alguns são muito bons, com elevador, ar-condicionado, aquecedor, TV e decoração charmosinha. Ou seja, opções confortáveis mas muito úteis para quem quer economizar na hospedagem em Madrid.

Madrid

  • Ida e volta

  • Saindo de SP

  • 7 diárias

a partir de

R$

2.632

Ver disponibilidade

Parcele em até 5x sem juros

* Tarifa sujeita a alteração

 

O que comer

Quando bater aquela fome, a dica é utilizar a internet a seu favor. Visite os sites dos restaurantes para ter uma ideia de quanto irá gastar nas refeições. Durante o almoço, o pulo do gato também é se jogar nos menus que combinam entrada, prato principal, bebida e sobremesa. Já no jantar, anote esse conselho: vá um bar de tapas, que são bem mais baratos – e bem tradicionais na cozinha madrilena! Ah, mas não precisa se preocupar com gorjeta. Não é um costume local – exceto quando o serviço é realmente incrível e o visitante deseja fazer um agrado. Caso contrário, pode economizar suas moedinhas para outra ocasião.

O que fazer

E por falar nas moedinhas, durante o dia Madrid tem uma porção de passeios baratos e até gratuitos: como o free walk por Gran Vía, Palácio Real, Puerta del Sol, Plaza Mayor e Mercado San Miguel – alguns de seus principais pontos turísticos. Já à noite, dá para curtir o melhor da noite madrileña sem gastar uma fortuna. Comece o passeio pela região badalada de Plaza San Idelfonso e estique até o mercado para provar uns shots e tapas. Depois, vá conhecer o botequinho simplão, porém, emblemático, o El Palentino, para comer o delicioso Pepito (um sanduíche feito com pão francês e bife suculento, com sabor de comida da mamãe).

Se quiser pegar uma balada, saiba que além de gastar moedinhas terá que ficar acordado até tarde. Afinal, o agito só começa por lá entre uma e duas da manhã.

Curtiu? Então clique aqui, faça já suas malas e bora nessa solo trip com a gente! Nós garantimos: viajar para Madrid será uma experiência inesquecível.