Rota cinematográfica: explore a Isla Gorriti, nas redondezas de Punta Del Este

24 de abril de 2018

Punta del leste é um dos destinos mais escolhidos por quem visita o Uruguai. O motivo? Simples: a cidade une praia, badalação, ótimas opções de compras, e ainda é próxima ao Brasil. No entanto, a cidade tem um atrativo que poucas pessoas conhecem: fica 20 minutos de barco da Isla Gorriti.

O que tem de especial nessa ilha? Com dois quilômetros de extensão e um quilômetro de largura na área mais expandida, ela está localizada na junção entre o histórico Rio da Plata e o Atlântico, com lindas praias de areia clara, águas cristalinas e belíssimas formações rochosas. Para você ter uma ideia, a beleza é tanta que a Revista Caras – que fala sobre a socialite brasileira – usa o espaço para fotografar as celebridades que saem no editorial (sim, é aqui a famosa e badalada “Ilha de Caras”).

Outra qualidade é que, por conta do tamanho, você pode conhecer toda a ilha a pé. Dá para explorar todos os pontos: desde o leste, que fica em direção ao oceano e próximo às praias de ondas fortes, até o sul, onde o mar é mais calmo e dá para tomar sol entre rochas ou até sobre elas. E o melhor: sem precisar de instrutores, já que o destino oferece ótima sinalização.

Uma boa dica é levar a sua própria cadeira de praia e um guarda-sol, pois a ilha conta apenas com um restaurante. A carência de infraestrutura, consequentemente, deixa os preços tão salgados quanto a água do mar. Portanto, para economizar, leve lanches para fazer um piquenique durante o pôr do sol (olha o shooting!).

Patrimônio histórico

rota-cinematografica-explore-a-isla-gorriti-nas-redondezas-de-punta-del-este
Prepare-se para um pôr do sol de tirar o fôlego

Se isso tudo não for suficiente para você morrer de apores pela ilha, a história do local ainda faz tudo ficar ainda mais interessante. Afinal, o destino foi decretado como Patrimônio Histórico Nacional pelas autoridades uruguaias.

Reconhecida em 1516 e avistada em 1527 por Diego García Moguer, a ilha inicialmente foi chamada de Isla das Palmas. Alguns contam que foram encontrados diversos vestígios de piratas e naufrágios na região, o que fez os historiadores acreditarem que o lugar serviu de refúgio para saqueadores.

Durante o período colonial, os espanhóis construíram um forte na ilha para impedir o avanço das tropas portuguesas em direção ao Rio da Prata. Nessa época, a ilha era conhecida como Isla Maldonado. O mais incrível de tudo isso é que é possível ver as ruínas dos canhões até hoje no local.

Agora você deve estar se perguntando: mas como a ilha passou a se chamar Gorriti? Isso aconteceu em 1752, ano em que o Comandante Franscisco Gorriti, militar de Montevidéu, ficou exilado na ilha por se recusar a participar de uma expedição contra os nativos da região.

Outro ponto importante é que na ilha nasceu Pedro Medrano, poeta e advogado. Filho de pais exilados de Buenos Aires, ele participou de eventos políticos que contribuíram para a independência da Argentina.

Como chegar
Para chegar à ilha é muito fácil: basta ir ao porto de Punta Del Este, que fica no fim da praia Mansa, comprar um bilhete de embarque (que custa aproximadamente R$30) e pegar uma das embarcações, que saem dali e levam até a Isla Gorriti. Os barcos saem das 9h da manhã até as 18h30, a cada 30 minutos.