3 lugares para praticar esqui sem precisar de visto

24 de maio de 2018

Você sabia que não é preciso ir até os Estados Unidos ou à Europa para esquiar? Existem diversos destinos próximos ao Brasil com excelentes pistas e o melhor: sem exigência de visto. A Argentina e do Chile, por exemplo, são países com essas características e que, inclusive, já iniciaram a temporada de esqui.

Confira a seguir três estações de esqui localizadas na América do Sul, a média de valores para realizar a viagem e os preços para alugar todos os equipamentos necessários.

Cerro Castor, Argentina

Incrível paisagem da Terra do Fogo

Rodeado de belas paisagens, o centro de esqui de Cerro Castor está localizado a 26 quilômetros de Ushuaia, uma região no extremo sul da Argentina conhecida como a Terra do Fogo. Graças a sua posição geográfica, a estação possui a mais longa temporada de neve da América do Sul: junho a setembro.

Cerro Castor é um dos mais novos centros de esqui do continente e oferece, no total, 26 pistas para todos os níveis. Não sabe praticar nenhum esporte de neve? Fique tranquilo! O local conta com algumas escolas para você aprender e, claro, se divertir.

A qualidade da neve em Cerro é ótima, o que faz com que diversos esquiadores profissionais do mundo todo escolham o destino para seus treinamentos.

Quanto custa?

  • Ticket alta temporada: R$ 256 por dia
  • Ticket baixa temporada: R$ 170 por dia
  • Aluguel de equipamento completo: de R$ 75 a R$ 155

Valle Nevado, Chile

Vista de Valle Nevado

Inaugurado em 1980, o Valle Nevado fica a 40 quilômetros de Santiago, a capital do Chile. A estação de esqui está a 3160 metros de altitude e possui 37 quilômetros de pistas. Embora não seja novo, o Valle Nevado é considerado um dos melhores centros de esqui e está entre os mais modernos (e disputados) da América Latina.

Além da infraestrutura para a prática de esportes de neve, a região possui alguns hotéis e resorts, além de opções de restaurantes e bares. Há também modernos teleféricos e um centro comercial para garantir as comprinhas da trip.

Ainda que seja possível contar com preços de hospedagem acessíveis, a vantagem do Valle Nevado é que ele fica bem pertinho de Santiago, cerca de uma hora e meia de viagem. Portanto, você pode aproveitar a mesma viagem para conhecer e curtir outros destinos da sua wishlist.

Quanto custa?

  • Ticket: R$ 300 por dia
  • Aluguel de equipamento completo: de R$ 145 a R$ 270

La Parva, Chile

Charmoso vilarejo La Parva no meio das montanhas.

La Parva é outra estação de esqui nos arredores da capital chilena, a cerca de 50 quilômetros. São 38 mil quilômetros quadrados de extensão e 30 pistas de esqui. Ao contrário do Valle Nevado, que inclui hotéis de luxo, La Parva é um vilarejo mais simples e cheio de charme.

No lugar de hotéis tradicionais, os viajantes que visitam La Parva ficam em residências alugadas, geralmente em bangalôs e apartamentos. Apesar de ter uma infraestrutura mais reduzida em comparação a outros centros de esqui, o vilarejo possui escola de esqui, pequenos mercados e cinco opções de restaurantes.

É uma excelente alternativa para grandes grupos que desejam esquiar e procuram opções mais baratas. Além disso, os visitantes ainda contam com a facilidade do serviço de mini bus grátis dentro do pitoresco vilarejo chileno.

Quanto custa?

  • Ticket alta temporada: R$ 285 por dia
  • Ticket baixa temporada: R$ 205 por dia
  • Aluguel de equipamento completo: R$ 175