Confira nosso guia de viagem para Cruzeiro do Sul e conheça todos os encantos da cidade!

 
     

    AS MAIS EXCLUSIVAS OFERTAS PARA SUA

    Viagem para Cruzeiro do Sul

    PREÇOS A INCLUIR TAXAS E ENCARGOS

    Encontre e reserve hotéis, passagens ou pacotes para Cruzeiro do Sul com saídas das mais diversas cidades do Brasil e garanta o melhor preço para sua viagem

    CONFIRA AS MELHORES OFERTAS DE

    Passagens para Cruzeiro do Sul

    vazio
     

    ENCONTRE A MELHOR HOSPEDAGEM COM NOSSA LISTA DE

    Hotéis & Resorts em Cruzeiro do Sul

    vazio
     

    Guia de viagem para Cruzeiro do Sul

    MUITAS INFORMAÇÕES PARA VOCÊ PLANEJAR SUA VIAGEM PARA CRUZEIRO DO SUL

    Se você decidir fazer uma jornada ao coração da Amazônia, lá onde as águas escuras dos rios espelham o sol de ouro no meio da selva densa, e conviver com comunidades e povos da floresta, seu destino é a viagem para Cruzeiro Do Sul, a terra dos Nauás, Porta de Entrada Vale do Juruá, a oeste do Acre, no Parque Nacional da Serra do Divisor já bem perto da fronteira com o Peru, em terras e caminhos ainda pouco conhecidos.

    A viagem para Cruzeiro Do Sul, em si, já revela uma aventura única. Por isso, o turismo em Cruzeiro Do Sul, começa antes da chegada. Primeiro, é preciso chegar a Rio Branco, capital do Acre, onde você pode contratar um guia de viagens para Cruzeiro Do Sul. De lá, os voos para Cruzeiro do Sul, que saem todos os dias, são feitos em pequenos aviões e duram pouco mais de uma hora. O trajeto é feito em baixa altitude sobre a densa floresta tocando o céu no horizonte, numa geografia totalmente coberta de vegetação nativa. Durante o percurso, os tons esverdeados da paisagem vão despoluindo nossos olhos do cinza cimento e poluição das cidades. Mas, se preferir chegar a Cruzeiro do Sul por terra, o caminho é a recém-aberta BR-364 e seus 696 km pelo Juruá, saindo de Rio Branco de ônibus ou de carro.

     

    Atrações imperdíveis

    CONFIRA NOSSA SELEÇÃO DAS MELHORES ATRAÇÕES DE CRUZEIRO DO SUL

    Comunidades feitas de água e mata

    Cruzeiro do Sul é o Pólo do Ecoturístico do Vale do Juruá no Parque Nacional da Serra do Divisor, onde se concentram a maioria das comunidades e povos indígenas do Acre. Ao mergulhar no interior da floresta mais densa e pouco conhecida da Amazônia percorrendo os rios Juruá, Crôa e afluentes, o encontro com as comunidades tradicionais e povos indígenas nos ensinam a convivência simples com a riqueza das florestas, seus rios e ciclos de vida, impregnados de sabedoria. Comunidades que vivem sob o ciclo das águas e o ritmo das florestas.

    Conheça mais sobre Cruzeiro Do Sul

    Mas, antes de subir os rios do Parque Nacional da Serra do Divisor, contrate um guia de viagem para Cruzeiro Do Sul e aproveite a vida da cidade com seus igarapés cercados de Buritis e águas cor de bronze e límpidas com praias de areia brancas. No Balneário Igarapé Preto, onde é possível comer peixe assado com macaxeira. Conheça a Estação do Porto onde aportam barcos grandes e pequenos trazendo mercadorias, notícias das comunidades ribeirinhas e visitantes de terras ainda mais distantes. O movimento de barcos e pessoas é o que faz o centro da economia da região. Visite o Teatro dos Náuas, centro cultural da cidade construído em 1998, o mercado municipal com produtos típicos do extrativismo da floresta, com produtos das casas de farinhas, considerada a melhor farinha, que segue para os grandes centros por via aérea.

     

    Mais atrações

    PARA DEIXAR SUA VIAGEM AINDA MAIS COMPLETA

    Colhidas nos rios, lagos e floresta, a culinária da região é um celebração

    Com rios abundantes de peixes dos rios da região, os frutos das florestas colhidos pelas comunidades caboclas ao ritmo das cheias, quando as chuvas enchem os rios renovando os ciclos oferecem e definem o sabor e a diversidade da culinária desse pedaço de terra. Também teve influência dos imigrantes árabes, sírios, nordestinos e sulistas. O peixe é o principal ingrediente e as espécies mais apreciadas são o filhote, o tambaqui e o Pirarucu. O Quibe de arroz ou de macaxeira, a saltenha, salgado típico da Bolívia também é muito apreciado.

    O Divisor que une

    A viagem para Cruzeiro Do Sul é também caminho para o Parque Nacional da Serra do Divisor, subindo o Rio Môa, pelo rio Juruá. Ao andar por seus varadouros, e margens é bem possível que você se depare com uma espécie vegetal ou animal ainda não catalogado. Recentemente foi encontrada na região uma nova espécie de borboleta. A viagem pelo Rio Môa, até a última fronteira do Acre, pela Serra do Divisor, a região mais linda, e ao mesmo tempo pouco conhecida no extremo noroeste do Brasil é impactante. As comunidades desse lugar recebem os turistas em suas casas, ou pequenas pousadas, com comida caseira e serviços de guias das próprias famílias. Até a Serra existem 73 comunidades indígenas e brancas. Elas se uniram para a criação do Parque Nacional da Serra do Divisor e hoje participam ativamente da gestão do Parque. Andar pelos rios e matas da Serra do Divisor, e pelos seus varadouros, conviver com as comunidades, saborear suas comidas participar de suas atividades místicas é como uma meditação. Aos poucos os ruídos, das ruas congestionadas, o cheiro da fumaça, o sons das cidades vão ficando para trás e o ritmo fresco suave e ao mesmo tempo imponente da floresta da Serra do Divisor vão despertando os sentidos. Na natureza se impõe e o contato acontece. Boa jornada.

    Publicidade

    Publicidade